Alimentos que fortalecem o organismo para a gripe não te pegar

Share Button

Nessa época ficamos mais propensos a pegar uma gripe, que acaba nos derrubando e botando de cama.

A princípio, a gripe se parece com um resfriado comum, com congestão nasal, coriza, espirros e dor de garganta. A diferença é que resfriados normalmente se desenvolvem lentamente, e a gripe tende a começar repentinamente. O resfriado causa apenas um mal-estar, já a gripe, causa sintomas bem piores e a pessoa se sente de fato muito mal.

Alguns sintomas da gripe são: febre com temperatura superior a 38°C em adultos. Em crianças, a febre pode ser alta, com temperaturas de 39,5°C a 40,5°C; tosse seca; dores musculares, especialmente nas costas, braços e pernas; fadiga e fraqueza; suor e calafrios; dores de cabeça; congestão nasal; perda de apetite; diarréia e vômito em crianças.

Temos as vacinas de gripe, que previnem contra as gripes, porém além da imunização através desse recurso, podemos nos valer e prevenir a doença através de alimentos e alguns cuidados.

Você merece uma Centrífuga Super Juicer

Fracione sua alimentação, com cinco a seis refeições ao dia e a presença de todos os grupos alimentares, isso não só protege o sistema imunológico contra gripes e outras infecções, como também auxilia na manutenção do peso ideal e na qualidade de vida em geral.

Os alimentos indicados para essa função são os vegetais e frutas que apresentam cores vivas e fortes, tais como: abóbora, abacate, acelga, brócolis, alfafa, caju, cenoura, espinafre, escarola, mamão, manga e fígado.

O principal papel do zinco no organismo é fortalecer o sistema imunológico. O zinco é importante tanto para a síntese de células imunológicas como em sua ação de defesa contra vírus, bactérias e fungos. Um estudo feito com mais de mil pessoas afirma que a administração de zinco até um dia depois do início dos sintomas do resfriado acelera a recuperação dos pacientes, e que o mineral também é capaz de encobrir os vírus do resfriado e impedi-los de entrar no organismo por meio da mucosa do nariz. São fontes de Zinco: ostras, oleaginosas, como nozes e castanhas, semente de abóbora, todos os tipos de carne e alimentos integrais.

O consumo de flavonóides (substâncias que possuem ação antioxidante e antiinflamatória), auxilia na recuperação dos pacientes em estados gripais. Eles são encontrados em alguns vegetais e frutas secas, no chá verde, no vinho tinto, sucos de uva e laranja, cebola, tomate e até no chocolate, preferencialmente no tipo amargo.

Estudos mais recentes apontam que a Vitamina C não cura a gripe, mas é um importante remédio para prevenir e ainda ajuda a amenizar os sintomas. Os alimentos mais ricos nesse nutriente são: Acerola, Caju, limão e laranja, nessa ordem.

Não passe horas sem se alimentar, porque o organismo passa a trabalhar em estado de alerta, priorizando a manutenção das funções vitais; e, com isso, o organismo combate a infecção como uma coisa secundária.

Uma boa hidratação pode prevenir a ocorrência de infecções, então beba pelo menos dois litros de água diariamente para promover uma boa hidratação das mucosas e do organismo.

Evite aglomerações e ambientes ou salas fechadas, assim você diminui as chances de inalar micro-organismos indesejados. O contato com um número grande de micro-organismos exigirá uma resposta imunológica maior da mucosa para impedir que eles penetrem e sejam combatidos.

Respire pelo nariz, pois muitas pessoas respiram pela boca, ficando mais expostas a doenças como a gripe. O nariz apresenta uma capacidade maior de umidificar e aquecer o ar, permitindo que a temperatura e a umidade do ar nos pulmões sejam quase constantes, evitando um maior risco de infecções.

Lave sempre as mãos antes de manusear alimentos, levá-las a boca ou aos olhos e sempre que chegar em casa ou no trabalho, depois de dirigir ou usar transporte público.

Evite mudanças bruscas de temperatura, o frio pode desencadear uma resposta na mucosa, que por meio de estímulos nos receptores nervosos de temperatura ou pela liberação de substâncias alergênicas, como a histamina, poderia provocar espirros, aumento na secreção da mucosa e prurido nasal. Isso vale também para alimentos e bebidas geladas, afinal nossa mucosa reage para manter a temperatura estável.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *